Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Sobre o Centro de Referência - São Miguel Paulista
Início do conteúdo da página

Sobre o Centro de Referência - São Miguel Paulista

Publicado: Quinta, 23 de Fevereiro de 2017, 20h30 | Última atualização em Segunda, 27 de Março de 2017, 23h26 | Acessos: 465

O Centro de Referência de São Miguel Paulista é uma iniciativa da Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP frente a portaria MEC nº 1291 de 30 de dezembro de 2013 que estabelece as diretrizes para a organização dos Institutos Federais bem como os parâmetros e normas para a sua expansão. Nesse sentido, o Centro de Referência de São Miguel Paulista compõe a estrutura do Instituto, oferecendo cursos de Formação Inicial e Continuada – FIC na modalidade presencial e a distância.

Seu papel vinculado à educação está diretamente relacionado com a formação do trabalhador, tendo como pressupostos os compromissos históricos consolidados nas várias etapas que marcaram o IFSP. Assim, uma escola voltada para o aprimoramento da qualificação profissional deve estar em consonância com a formação do cidadão na busca de um contexto que valoriza um processo de educação integrada.

Esse objetivo foi importante para a estruturação das atividades desempenhadas pelo Centro de Referência de São Miguel Paulista, posto que os cursos oferecidos foram desenhados segundo essa concepção. Na verdade, o perfil da comunidade local foi determinante para a realização dos projetos pedagógicos tendo como referência os compromissos firmados pelo Plano de Desenvolvimento Institucional- PDI da Instituição.

Os cursos FIC, portanto, apresentam uma dimensão multidisciplinar valorizada em quatro segmentos: aperfeiçoamento de professores, gestão e negócios, informação e comunicação, matemática e suas tecnologias. Além desses, foi possível encaminhar um curso preparatório para o ENEM / vestibular.

Em todos esses cursos o que prevaleceu foi a dinâmica social presente nas reivindicações que foram apresentadas nas várias reuniões que participamos junto a sociedade civil organizada.

De modo geral, os resultados demonstram eficiência, visto que propiciaram avanços na escolarização regular e na qualificação para o mercado de trabalho.

Não obstante, a plena efetivação da escola acontecerá a partir do momento que houver a vinculação de força de trabalho própria da unidade educacional de São Miguel (Professores e Técnicos–Administrativos), pois propiciará, de maneira contínua, a formação inicial e continuada do trabalhador. Tal condição se justifica principalmente pela posse definitiva do prédio, transmissão ocorrida em dezembro de 2016.

Como temos acompanhado nas mídias, entendemos que a conjuntura política e econômica atual tem sido refratária à possibilidade de investimentos no campo educacional. De qualquer forma, entendemos também, que a reitoria articulada com a população, pode apresentar nas instâncias do Ministério da Educação, uma proposta que enfrente a dificuldade orçamentaria, por meio do apoio das entidades organizadas e parlamentares eleitos / representantes da Zona Leste da Cidade de São Paulo.

registrado em: ,,
Fim do conteúdo da página